Aquele Paciente

      (Presidente Prudente – SP) Era uma tarde fria, meados de julho, quando ele chegou aqui. Um paciente como os outros, assustado nos primeiros dias. Não falava, todos pensavam que fosse mudo. Exames, diagnóstico rápido. Assustador. E foi passando o tempo, tratamento longo, o homem foi se soltando, até que resolveu falar. Pelos […]

Leia Mais

Um Conto do Destino

      (Goiânia – GO) Numa cidade distante, uma moça observava a amiga, enquanto ela escrevia uma carta para um amigo, o protagonista desta história. Ela então, se queixou de nunca receber cartas, não tinha com quem corresponder. A amiga sugeriu que ela escrevesse para ele, e colocasse dentro do envelope daquela carta. O […]

Leia Mais

Uma Manhã Diferente

        (Rio de Janeiro – RJ) No princípio era apenas uma manhã de sol ameno com uma brisa refrescante de um finalzinho do outono. O céu ao amanhecer apresentava um azul extraordinário e sem   nuvens, dando àquele quadro a claridade e a harmonia que a natureza gentilmente oferecia. Mas existia um detalhe interessante […]

Leia Mais

Trágico Destino

      (Santa Brígida – BA)   Foi precisamente na cidade luz, situado no interior da fabulosa Bahia de todos os santos e encantos, que fora tecido os fios de algodão do branco destino. Os tecelões confabulavam com as estrelas sobre os primórdios dias de uma brusca fatalidade. O condão, este senhor cheio de […]

Leia Mais

O Papel, os Subterfúgios e a Luz

        (Fortaleza – CE) Saíra do hospital Chagas Nobre atônita, demasiadamente taciturna. As lágrimas, sufocadas, anestesiaram seus pensamentos. O olhar paralítico, estático, fitava um ponto qualquer da rua oposta da qual se encontrava. A mão esquerda segurava quase sem força um papel. O papel. A outra mão buscava desesperadamente acariciar algo. Um […]

Leia Mais