Duas Histórias

          (São Paulo – SP)  Em sua última saída do palácio do Catete, Getúlio vê através do vidro do carro oficial um menino segurando o livro “Caçadas de Pedrinho” de Monteiro Lobato. Naquele instante pensa: “Se tivesse sido um escritor de histórias infantis, talvez pudesse ter sido feliz…em um outro mundo… […]

Leia Mais

O Viajante

     (São Paulo – SP) Após o almoço, a mãe de Carlos gostava de fumar cigarros sem filtro e ler fotonovelas na cama, encostada em três travesseiros. Carlos bem reparava o comportamento. Ela fumava um maço durante a leitura. Sempre lia a Revista “Grande Hotel”. A mãe lia e repetia histórias antigas e, quando […]

Leia Mais

Os discursos

      (São Paulo – SP)   Na primeira fez que Vicente foi para uma UTI teve como causa de internação uma pneumonia. Ele chegou a aconselhar esposa, filhos, sobrinhos: – Após a minha morte, não quero briga por herança. Gostaria da família unida. A união é tudo. Vicente, porém, sobrevive.

Leia Mais

O Quebra-cabeças

        (São Paulo – SP) Em 1972, Vanessa pouco sabia sobre os corpos dos meninos. Eram semelhantes ao seu, pensava, mas também diferentes. As pernas mais duras, braços ossudos, cotovelos que saíam dos uniformes. Vanessa sempre foi curiosa, e os meninos, criaturas empinadas, chutavam as portas dos banheiros. Cuspiam. Ela queria chegar […]

Leia Mais