Quem é Você?

          (São Gonçalo – RJ) Foi em um carnaval. Faz muito tempo. Me lembro vagamente. Era um palhaço lindo. Todo colorido, uma máscara delicada, diferente dos palhaços vestidos pelos homens. Portanto era uma mulher. A máscara não era de tela como costumavam ser as máscaras. Era uma pintura estilizada no rosto. Com cores vivas, cores fortes. Vou tentando lembrar. Tinha roxo. Tinha cor de abóbora. Tinha lilás. E tinha um sorriso lindo. De dentes brancos que pareciam marfim. Ela falava com uma voz disfarçada, com um leque na mão, sempre abanando, na direção da boca, e ela só tirava o leque assim rapidamente só para exibir os dentes e o sorriso. Fui ficando tonto. Inebriado. Os olhos acho que eram amarelos meio esverdeados. Sei lá. Podia ser uma bruxa, uma feiticeira. Mas não. Era um palhaço que ia falando coisas a meu respeito com um conhecimento absurdo e eu nem mais […]

Leia Mais

Bom Jesus

        (São Gonçalo – RJ) A imagem dela ainda está latente em minha retina. Seria alma. Ando pela cidade e a imagem dela ainda lateja dentro de mim. Latente. Pronta pra explodir. Oculta, mas ainda sinto o cheiro dela e vejo os olhos azuis dela, como duas bolas de fogo, em brasa, os olhos deveriam ser amarelos ou vermelhos, mas eram azuis, olhos de uma vampira sem imagem refletida no espelho. Mas ainda vejo a imagem dela por baixo daquela nuvem negra que vai se desenhando no céu. A música toca em um bar. Eu entro. Ela também está dentro do bar. Entra comigo. Leila e seus olhos azuis em fogo, em chama. Corpo ardente, que mergulho em rio nenhum apagava. Me lembro de Bom Jesus, uma cidade afastada do meu centro de intenções libidinosas e festivas. Uma cidade calma do interior que me clamou um dia e eu fui entrando dentro […]

Leia Mais