O Coxo Chegou!

        (Presidente Prudente – SP)   Caminhando vagarosamente pelas laterais de uma estrada da região centro-oeste brasileira, suportando o calor intenso e as agruras do seu andar inclinado para o lado, pastagens, cercas, vacas, e casebres sempre a vista, percebeu indícios de proximidade de uma povoação. Acabava mais uma das estradas empoeiradas, […]

Leia Mais

Sob Um Céu Azul

        (Presidente Prudente – SP) Deitada na areia à beira-mar sob um céu azul turquesa, olhos protegidos dos raios solares, a bela jovem bronzeava o lindo corpo coberto apenas com um minúsculo biquíni. O encontro daquele canto isolado entre o mar e a montanha custou uma caminhada cansativa. O clima agradável de […]

Leia Mais

Eu Preciso Te Falar

          (Presidente Prudente – SP)   Cansado, esquelético, roupas desalinhadas, barba e cabelos crescidos, meias e sapatos rotos, sigo a rotina de minha vida. Confesso que foi minha escolha é verdade, porém involuntária. Tudo era somente uma brincadeira e foi desenvolvendo, me absorvendo e de repente eu me assisti deste modo. […]

Leia Mais

Foi Um Prazer Te Conhecer

        (Presidente Prudente – SP)   A gaveta lotada de inutilidades precisava urgentemente ser arrumada. Estava ali há anos servindo de depósito de objetos armazenados por gerações. Quem pode explicar a razão de ser guardada uma tampinha de garrafa? E fios de linha, pregos enferrujados, rolhas, bisnaga contendo pílulas, um pé, somente […]

Leia Mais

Papel de Pão

        (Presidente Prudente – SP) Quem tem os cabelos branqueados ou é calvo por obra do passar do tempo deve lembrar quando o pão, nas padarias, era vendido em bisnagas ou “filão” como era denominado e servido envolto em um papel de baixa qualidade, liso, branco-amarelado, com pequenas manchas claras parecidas com […]

Leia Mais